quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Òfún mèjì



Um dia os 401 Irunmolè se reuniram, eles decidiram formar uma sociedade de negócios a qual traria lucros extras para eles. Foi a melhor forma que eles encontraram de se encontrarem o tempo todo, enquanto faziam lucros.
Parte de seus planos era também, conversar sobre qualquer risco antes de embarcarem em uma empresa. A pessoa que que fosse escolhida a melhor entre eles, seria dado um dividendo mais alto ao final das transações comerciais.
Quando eles começaram esse negócio, foi um sucesso imediato. As primeiras quatro vezes que eles fizeram negócios, as sugestões de Ọrúnmìlà deram o peso, no quinto, no sexto e no sétimo, todos os irunmolè se esforçaram para dar melhores sugestões, que as apontadas por Ọrúnmìlà e elas fracassaram. Foi assim que a inveja escorregou para dentro de seus assuntos.
Por que somente Ọrúnmìlà estaria levando o dia o tempo todo?
Isto significava que eles seriam subalternos a ele permanentemente?
Isso não daria a impressão que Ọrúnmìlà seria o mais inteligente de todos eles?

Assim foi como eles começaram a conspirar contra Ọrúnmìlà.
Um dia, os demais Irunmolè se reuniram para elaborar um plano para cuidar de Ọrúnmìlà. Depois de muita conversa, eles concluíram que ele não poderia ter paz mental. Eles planejaram criar medo dentro de sua mente. Nesta mesma noite, eles delegaram a Şàngó, Ògún e Sanpponà que fossem aterrorizá-lo.
Quando eles chegaram a sua casa, era a metade da noite. Eles começaram a bater em sua porta. Eles batiam e batiam. Quando eles escutaram seus passos, eles desapareceram. Eles fizeram isso todas as noites. Ọrúnmìlà já não podia dormir. Isso aconteceu por cinco dias. Ọrúnmìlà disse aos outros Irunmolè o que estava acontecendo. Eles lhe deram uma série de conselhos, os quais eles sabiam que não iriam resolver seu problema. Pelas suas costas, eles se parabenizavam pelo trabalho bem feito.
Quando Ọrúnmìlà se deu conta de que a situação estava saindo de suas mãos, ele foi consultar Ifá:
Ele superaria este problema?
Os responsáveis seriam expostos?
O Áwo lhe assegurou que ele não somente superaria o problema, como ele também colocaria os responsáveis expostos a vergonha. Ele foi aconselhado a oferecer ebo como foi descrito acima. Um orifício para espiar foi aberto em sua porta dianteira. Ele foi aconselhado a caminhar na ponta dos pés, cada vez que ouvisse baterem na porta e olhar através do orifício, antes de abrir a porta. Ọrúnmìlà obedeceu a todos os conselhos e regressou para casa.
Quando chegou a noite, Şàngó, Ògún e Sànpònná chegaram a casa de Ọrúnmìlà como de costume, eles começaram a bater incessantemente. Sem eles saber, Ọrúnmìlà caminhou na ponta dos pés até a porta e olhou através do orifício para espiar. Ele viu Ògún, Şàngó e Sànpònná. Em vez de abrir a porta, ele começou a cantar:

Então, é assim que o mundo se comporta
É assim que as pessoas fazem
Olúbambí (Şàngó) não somos você e eu
Que comemos juntos
E bebemos juntos
Lákáyé (Ògún) não somos você e eu
Que comemos juntos
E bebemos juntos
Ọbàlúwayè (Sànpónná) não somos você e eu
Que comemos juntos
E bebemos juntos
As pessoas cometem maldades contra os outros e logo simpatizam com elas
Assim é como o mundo se comporta!

Logo que eles escutaram a canção, os três correram em grande confusão:
Como ele nos viu se não abriu a porta?
Eles perguntaram.
Eles foram e acordaram todos os conspiradores.
Eles disseram:
Ele nos viu e nos reconheceu.
Por que vocês esperaram ele abrir a porta e não se esconderam antes?
Eles responderam.
Os conspiradores disseram que eles enviariam outros três Irunmolè a casa de Ọrúnmìlà na noite seguinte. Eles nomearam Ợbàtálá, Òsún e Yemọjá para que fossem e colocassem medo dentro de sua mente... Na metade da noite, os três chegaram à casa de Ọrúnmìlà e começaram a bater na porta com muita força e repetida vezes. Ọrúnmìlà estava preparado para eles. Ele caminhou na ponta dos pés e olhou outra vez pelo orifício da porta. Ele viu três deles e começou a cantar:

Então, é assim que o mundo se comporta
É assim que as pessoas fazem
Òrìşànlá não somos você e eu
Que comemos juntos
E bebemos juntos
Òsún-Onikíi, não somos você e eu
Que comemos juntos
E bebemos juntos
Yemọjá-Awoyo não somos você e eu
Que comemos juntos
E bebemos juntos
As pessoas cometem maldades contra os outros e logo simpatizam com elas
Assim é como o mundo se comporta!

Eles três também regressaram aos outros conspiradores para informa-los que mesmo sem abrir a porta, Ọrúnmìlà foi capaz de vê-los e saber quem eram eles. Não querendo aceitar a derrota de qualquer maneira, os conspiradores enviaram outros três a casa de Ọrúnmìlà na noite seguinte. Eles nomearam: Òrò, Eégúngún e Ègbé.
Logo que eles chegaram a casa de Ọrúnmìlà começaram a bater na porta com muita força e incessantemente. Ọrúnmìlà olhou pelo orifício e os viu Ele começou a cantar assim:

Então, é assim que o mundo se comporta
É assim que as pessoas fazem
Òrò Otute não somos você e eu
Que comemos juntos
E bebemos juntos
Eégúngún Abala, não somos você e eu
Que comemos juntos
E bebemos juntos
Alara Igbo não somos você e eu
Que comemos juntos
E bebemos juntos
As pessoas cometem maldades contra os outros e logo simpatizam com elas
Assim é como o mundo se comporta!

Quando os três escutaram isso, eles foram embora correndo. Eles foram contar aos outros que Ọrúnmìlà na havia aberto a porta antes de identificá-los. Foi neste momento que Èşù Òdàrà lhes disse para não se preocuparem em mandar outros Irunmolè a casa de Ọrúnmìlà. Ele explicou que o que eles estavam fazendo contra Ọrúnmìlà não tinha justificativa e esta era a razão por que lhes seria impossível derrota-los. Èşù não vai além, quando uma pessoa justa começa a enfrentar problemas em sua vida, quando esta pessoa está fadada a triunfar. Ele concluiu, aconselhando-os a se desculpar com ele por todas as maldades feitas. Logo cedo pela manhã seguinte, todos os 400 irunmolè foram à casa de Ọrúnmìlà e pediram desculpas a ele. Quando ele teve certeza que eles estavam arrependidos, ele aceitou suas desculpas.

Este mundo, este mundo está cheio de maldades.
Este mundo é aquele que recolhe as cinzas comuns como fogo para que outros cozinhem com ele.
Este mundo, este mundo está pleno de atrocidades
Este mundo é aquele que prepara a comida com areia para que outros comam
Este mundo, este mundo está cheio de intrigas
Este mundo é aquele que converte meras cabaças em um poderoso buraco
Este mundo, este mundo está pleno de caprichos
Este mundo é aquele que recolhe pedras vermelhas de barro para pressionar seus corpos e queimar uns aos outros
Estas foram as declarações de Ifá aos 401 Irunmọlẹ
Quando estavam indo montar uma sociedade comercial
Eles foram aconselhados a oferecer ebo
Somente Ọrúnmìlà obedeceu
Então, é assim que o mundo se comporta
É assim que as pessoas fazem
Olúbambí (Şàngó) não somos você e eu
Que comemos juntos
E bebemos juntos
Lákáyé (Ògún) não somos você e eu
Que comemos juntos
E bebemos juntos
Ọbàlúwayè (Sànpónná) não somos você e eu
Que comemos juntos
E bebemos juntos
As pessoas cometem maldades contra os outros e logo simpatizam com elas
Assim é como o mundo se comporta!
Então, é assim que o mundo se comporta
É assim que as pessoas fazem
Òrìşànlá não somos você e eu
Que comemos juntos
E bebemos juntos
Òsún-Onikíi, não somos você e eu
Que comemos juntos
E bebemos juntos
Yemọjá-Awoyo não somos você e eu
Que comemos juntos
E bebemos juntos
As pessoas cometem maldades contra os outros e logo simpatizam com elas
Assim é como o mundo se comporta!
Então, é assim que o mundo se comporta
É assim que as pessoas fazem
Òrò Otute não somos você e eu
Que comemos juntos
E bebemos juntos
Eégúngún Abala, não somos você e eu
Que comemos juntos
E bebemos juntos
Alara Igbo não somos você e eu
Que comemos juntos
E bebemos juntos
As pessoas cometem maldades contra os outros e logo simpatizam com elas

Assim é como o mundo se comporta!

Epá Odù. Epá Òrìsà

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Culto Tradicional Yorùbá, vem resgatar nossa cultura milenar, guardada na cabaça do tempo.